Rede e PV de Caxias pretendem ir ao MP contra edital do transporte coletivo

A Rede Sustentabilidade e o Partido Verde (PV) vão ao Ministério Público solicitar o cancelamento do edital do transporte coletivo urbano. O entendimento é de que cabe ao prefeito eleito a condução do processo que envolve o contrato de 15 anos e por achar que há necessidade de avaliar o tema com maior profundidade. A informação é do presidente do PV, Abrelino Frizzo.

Os dois partidos integram a coligação Avança Caxias Vibrante, de Edson Néspolo (PDT) e Edson da Rosa (PP) à prefeitura de Caxias. Conforme Abrelino, desde que passaram a fazer parte da coligação, sempre falaram sobre uma proposta de Parceria Público Privada (PPP) para transporte público.

– Precisávamos do edital para ver o formato. É o mesmo modelo com prazo de 15 anos mais 10. Este modelo repete os 30 anos com mínimas alterações e, portanto, continuaremos a ter a terceira passagem mais cara do Brasil e sem condições de melhorar sem aumentar a tarifa, nem modernizar com frota não poluente e com maior conforto.

O presidente do PV prossegue declarando que “todos falam em PPP, então temos de discutir melhor, que pode envolver a atual concessionária ou outra que apresentasse proposta melhor.”

– Gostaríamos muito que não fosse preciso recorrer e que o município adiasse, para que o próximo prefeito discuta  o processo. Esse modelo, independente de qualquer concessionária, terá os mesmos gargalos, custos e riscos – diz.

[FONTE]: http://pioneiro.clicrbs.com.br/rs/politica/mirante/noticia/2020/10/rede-e-pv-de-caxias-pretendem-ir-ao-mp-contra-edital-do-transporte-coletivo-14227988.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *